Hostel Sé Velha :: Coimbra

HISTÓRIA...

RAINHA SANTA ISABEL

A Rainha Santa Isabel assume-se como umas figuras mais carismáticas e emblemáticas da cidade de Coimbra. De dois em dois anos, a 4 de Julho, realiza-se nas ruas da cidade uma enorme procissão que enche de fé e devoção a cidade do Mondego, atraindo pessoas de todos os pontos do país. Natural de Aragão, casou com o Rei de Portugal, D. Dinis, quando tinha apenas 12 anos. Segundo conta a história, o casamento com o Rei de Portugal, nem sempre terá sido feliz, uma vez que o monarca continuava a visitar várias senhoras da corte, talvez por isso Isabel procurasse refúgio na tranquilidade dos mosteiros, passando grandes temporadas em Coimbra, mais precisamente o Mosteiro de Santa Clara a Velha. A tradição popular atribui-lhe vários milagres, sendo o mais conhecido, o célebre “Milagre das Rosas”, onde terá por via divina, transformado pão em rosas. Foi uma Rainha que se preocupava com os pobres e mais necessitados ajudando sempre todos aqueles que necessitavam. Pôs fim, a uma querela entre D. Dinis e o seu filho D. Afonso, que poderia ter dado origem a uma guerra civil que poderia originar a desfragmentação de Portugal. Na parte final da sua vida, já após a morte de D. Dinis, recolheu-se ao mosteiro das clarissas em Coimbra, onde se manteve recolhida em oração quase até ao momento da sua morte, em 1336. O Quarto Rainha Santa, composto por duas camas de beliche, permite recordar a fé e cultura religiosa de uma medievalidade perdida no tempo, uma vez que dele se pode deleitar o olhar com a Catedral de Santa Maria de Coimbra, um dos baluartes da arquitectura românica em Coimbra, e Igreja-Mãe de toda a diocese.